Síntese Histórica da Fundação

Pe. Júlio Maria De Lombaerde, experimentado missionário belga, fora enviado em missão para o Brasil em 1912. Isso após uma heróica e frutuosa experiência missionária na África durante sua juventude e, posteriormente, na Holanda, na Bélgica e na França.

Pois bem, com todo esse acervo de experiência de trabalho missionário junto ao povo de regiões e mesmo de países os mais variados, Pe. Júlio Maria chegou a Macapá, onde pôde conhecer uma região pobre de nosso imenso Brasil.

Naquela pequena, pobre e atrasada Macapá do começo do século XX, juntamente com seus irmãos da Congregação dos Missionários da Sagrada Família, o Pe. Júlio Maria foi “tudo”. Foi “médico”, farmacêutico, dentista, foi delegado de higiene pública, professor, diretor das Escolas Reunidas. Foi o missionário das ilhas.

Foi nesse ambiente que o coração do provado missionário recebeu inspiração de Deus para fundar uma congregação de religiosas. Em Macapá ele fundou a Congregação das Filhas do Coração Imaculado de Maria (Irmãs Cordimarianas) aos 21 de novembro de 1916.

Por motivo de doença dele e de várias irmãs cordimarianas, Pe. Júlio passou a residir na Vila do Pinheiro, hoje Icoaraci, periferia de Belém, para onde transferiu o noviciado. Naquela vila, Pe. Júlio se dedicou por três anos à formação das religiosas de sua Congregação.

Durante esse tempo de permanência na Vila do Pinheiro o Pe. Júlio Maria teve uma nova inspiração. Sentiu que Deus pedia que ele fundasse também uma Congregação de missionários que se dedicassem ao serviço junto ao povo. Concretamente: missionários que fizessem por toda parte o que ele mesmo já estava fazendo naquela carente região amazônica.

Os apelos de Deus eram muito insistentes para o Pe. Júlio Maria, porém não eram suficientemente claros para a autoridade eclesiástica de Belém. Como Deus tem seus planos, ele mesmo foi abrindo um caminho especial para o nosso missionário. Pe. Júlio era muito fiel ao Plano de Deus. Diante das dificuldades com o Bispo de Belém, de acordo com seus superiores da Europa, saiu daquela cidade. Saiu também para atender a um convite providencial de Dom Carloto da Silva Távora, bispo de Caratinga-MG, que ficara sabendo do seu ardor missionário e de seu projeto de fundar uma Congregação de missionários…

Já com a viagem marcada para Minas, via Rio de Janeiro, Pe. Júlio recebeu nova ordem de seus superiores da Europa. Saiu de Belém, transferindo-se temporariamente para Natal-RN,  a fim de ajudar seus irmãos de Congregação que atuavam naquela cidade. Passados dois anos de intensa atividade missionária em Natal, Pe. Júlio partiu para o Sudeste. Chegou a Manhumirim-MG, no dia 24 de março de 1928. Aos 8 de abril, Pe. Júlio assumiu oficialmente o curato de Manhumirim, e aos 25 de novembro daquele mesmo ano, fundou o jornal “O Lutador”.

Como aconteceu em Macapá, também em Manhumirim o Pe. Júlio, a exemplo de São Paulo, foi “tudo para todos” (1Cor 9,22). Ele entrou em tudo e foi movimentando toda a região. Sua intensa atividade missionária não o afastava dos estudos.  O Pe. Júlio estava sempre escrevendo. Fazia da escrita um meio privilegiado de evangelização.

Pois bem, foi nesse ambiente de intensa atividade missionária que ele começou a lançar as bases da Congregação dos Missionários Sacramentinos de Nossa Senhora. No dia 25 de março de 1929 a Congregação foi fundada, a saber, foi erigida canonicamente. Aos 16 de julho do mesmo ano os primeiros sacramentinos se revestiram do hábito da nova Congregação: o Fundador e mais outro.

Estava fundada a primeira Congregação religiosa masculina do Brasil. Em pouco tempo já eram vinte membros. Pe. Júlio, nomeado Moderador Geral, foi acolhendo outros mais que se empolgavam com tudo o que estava acontecendo em Manhumirim: um ARDOROSO MISSIONÁRIO que movimentava a cidade e a redondeza, e UM POVO VIBRANTE que, a cada dia, redescobria o gosto de ser católico atuante.

Assim nasceu a Congregação dos Missionários Sacramentinos de Nossa Senhora. Foi em Manhumirim, Minas Gerais. Podemos dizer mui familiarmente que a Congregação foi “concebida” no Norte (Belém-PA), “gestada” no Nordeste (Natal-RN) e “nasceu” no Sudeste (Manhumirim-MG). Hoje, graças a Deus, a Congregação tem procurado levar a sério as marcas amazônicas, o heroísmo dos nordestinos e a garra do povo mineiro.

Skin Color
Layout Options
Layout patterns
Boxed layout images
header topbar
header color
header position